02/07/2009

eu só existo porque incompleto. se me esquecer de mim inteiro, morro. se me esquecer de me terminar, morro. se parar, morro. eu só sou porque incompleto. a minha vida é construção eterna.